Arquivo da tag: equipamentos

O inverno está chegando!

Boa Tarde galera !
O inverno esta chegando! Mais exatamente hoje às 19h34min!

O começo do inverno é marcado pelo evento astronômico conhecido por Solstício de Inverno. Este é o período em que o Hemisfério Norte está mais inclinado em direção do sol e o Hemisfério Sul do globo está mais afastado.

solticio de inverno
Solstício de inverno no hemisfério Sul

Esta é uma estação excelente para a prática de esportes e caminhadas em parques e academias, já que nessa época poucas pessoas frequentam esses lugares.

O cansaço e a transpiração característica de dias quentes não serão problema, mas é importante mantermos o corpo hidratado porque há uma menor qualidade do ar e queda da umidade devido às temperaturas baixas.

download

Se vestir adequadamente também  é muito importante. Use roupas em camadas e prefira tecidos como algodão e nylon, pois são a prova de vento, evitando assim a perda de calor para o ambiente.

Além do frio e dias mais curtos, o inverno trará algumas novidades para o Trekking Ambiental três, fiquem ligados!

IMG_7514.JPG

 

Anúncios

Como utilizar o GPS

Na semana passada, mostramos alguns equipamentos imprescindíveis para levar em uma trilha, ressaltando o uso de mapas, bússola e GPS.

Vimos o uso da bússola aliado ao mapa e hoje mostraremos informações necessárias para operar um GPS, sigla para Global Positioning System (traduzindo: Sistema de Posicionamento Global).

gps-trekking
Fonte da Imagem: Outdoor Gear Lab

O GPS é uma ótima ferramenta de localização, melhorada a cada dia devido às ótimas tecnologias de satélites. Beleza, mas como escolher o aparelho ideal para fazer a trilha?

Os GPS’s Outdoor são diferentes dos automotivos. Normalmente, têm boa duração de bateria, 10 horas ou mais. Eles fazem sincronia com programas de trilhas (softwares de computador), por exemplo, o GPS Trackmaker. Devido a isso, conseguem gravar o caminho percorrido, importam mapas grandes de diversas regiões para uso off-line, isto é, sem uso de internet, e também são a prova d’água.

Algumas dicas de aparelho, você pode conferir aqui: http://altamontanha.com/Colunas/2675/escolhendo-um-gps-para-navegacao

Com o aparelho em mãos, é hora de integrá-lo aos softwares. Um dos mais utilizados é o Mapsource, que irá instalar diversos mapas no aparelho. Através do Google Earth, você conseguirá ter uma visão real de como é a área a ser explorada. E, com o Trackmaker, você edita as informações colhidas pelo GPS, como pontos, rotas, onde há rios, montanhas, etc.

GPS-software-googleearth-500x302
Google Earth

O mais bacana é poder gravar os waypoints e tracklogs (caminho você percorreu com o GPS): no próprio aparelho. Depois, pode compartilhar com os amigos via e-mail ou web, assim como você pode baixar da internet caminhos já percorridos e ficar a par de trilhas, pontos de água, lugares para acampar e outras informações.

Trackmaker
Trackmaker

Para complementar a aventura, você pode achar um alvo a ser alcançado na carta topográfica (mapa) e transferir suas coordenadas para o receptor, de modo que você possa seguir este waypoint.

Para uma leitura mais completa a respeitos dos softwares, cartas topográficas e exemplos práticos, acesse aqui: http://altamontanha.com/Artigo/1291/as-maravilhas-do-gps

Estando bem treinado em geolocalização, não haverá riscos de se perder por aí! Você não precisará se desesperar caso perceba que está indo para o local errado, pois terá como voltar. Além do mais, poderá compartilhar sua biblioteca de lugares com outras pessoas!

Curiosidade!

Já existem aplicativos que funcionam igualzinho a um GPS, disponíveis para Android e iOS. Eles permitem descarregar mapas para se trabalhar off-line, além de possuírem bússola, velocidade média, latitude e longitude, altitude, ritmo e distância, fazendo também integração com redes sociais.

Confira aqui e torne-se um ótimo explorador: http://www.trekkingbrasil.com/apps-para-gps-e-trilhas-iphone-ios-e-android/

Como utilizar a bússola?

Para os iniciantes em trekking, sair da trilha e se perder no meio de uma montanha ou floresta é fácil, por isso, entre tantos objetos indispensáveis que deve se levar na mochila, a bússola torna-se uma aliada e tanto.

Fonte da Imagem: Alta Montanha
Fonte da Imagem: Alta Montanha

Mas antes de entendermos como funciona uma bússola precisamos conhecê-la melhor:

Fonte da Imagem: Trekking Brasil
Fonte da Imagem: Trekking Brasil

Basicamente, você precisa saber que a seta de direção ou azimute é usada para localizar a direção em graus de um determinado ponto e que azimute nada mais é que uma direção, ou um alvo, definido em graus, variando de 0º a 360º. O limbo giratório é a parte redonda que possui a marcação dos pontos cardeais e dos graus, fundamental para o uso da bússola. As linhas meridionais servem para alinhar a bússola com as linhas do mapa, garantindo assim que ela esteja apontando a direção exata e que a agulha magnética aponta o norte (parte vermelha).

Tudo bem até aqui, mas como se orientar com a bússola e coordenadas?

Vamos supor que você tem em mãos a direção em graus (ou azimute) que deverá seguir e que a mesma é de 100 °:

1. Gire o limbo da bússola até que o grau do azimute (100º, no nosso exemplo) e fique alinhado com a linha de fé (seta vermelha no acrílico).

Fonte da Imagem: Blog GeoPará
Fonte da Imagem: Blog GeoPará

2. Segure a bússola em frente ao seu corpo de forma que ela fique completamente reta (horizontalmente) e estável.

Fonte da Imagem: Blog Bombeiro Oswaldo
Fonte da Imagem: Blog Bombeiro Oswaldo

3. Gire o seu corpo sobre os pés até que a ponta vermelha da agulha fique alinhada com o portão da bússola (ou com a marca N do limbo, é a mesma coisa).

Fonte da Imagem: Wiki How
Fonte da Imagem: Wiki How

4. A direção apontada pela linha de fé da bússola é a direção para onde você deve seguir, ou seja, é o seu azimute de 100º.

Fonte da Imagem: Wiki How
Fonte da Imagem: Wiki How

 

A princípio parece ser complicado, né? Mas reproduza em casa o passo a passo que demos aqui e teste seus conhecimentos!

Para ajudar, separamos o vídeo abaixo:


Em breve, ensinaremos como utilizar a bússola junto ao mapa, fique ligado 😉

Equipamentos utilizados no Trekking

Chuteira e caneleira no futebol.

Raquete, tênis e bolinha no Tênis de quadra.

Óculos, touca e maiô na Natação.

E na hora de praticar trekking? Quais são os equipamentos aliados?

Em primeiro lugar, deve-se estar atento ao tipo de roupa e calçado, uma vez que esta escolha é determinada pelo clima e pelo tipo de terreno onde o trekking será praticado. Se o local for frio, luvas e gorro serão convenientes. E, caso o planejamento do trekking preveja um percurso longo, você terá que levar barraca e saco de dormir.

equipamentos-trekking

Na mochila, é imprescindível ter água e comida suficientes para o percurso. Além disso, é necessário ter consigo: repelente e protetor solar, óculos escuros, kit de primeiros socorros, celular e/ou rádios de comunicação, lanterna e pilhas extras, fogareiro, isqueiro, canivete, sacos de lixo, material de higiene pessoal, bússola, GPS e mapa da região.

bussola-mapa-gps-trekking

Durante a realização do projeto Trekking Ambiental, os últimos três equipamentos citados serão os mais utilizados. A bússola que, colocada sobre o mapa da região e ajustada conforme pontos notáveis (montanhas, estradas), indicará a direção a seguir. O mapa e o GPS mostram as elevações e vales, além de fazendas, estradas e rios. Para todo mundo chegar craque no dia, haverá treinamento para todos, com data a ser divulgada em breve!

Neste post, expusemos brevemente a quantidade de equipamentos que são necessários para a realização adequada do trekking! Continue acompanhando o nosso Blog e aprenda a usar a bússola, o GPS e o mapa, assim como organizar a mochila e escolher as roupas ideais.

Fique ligado!

Fonte das Imagens: Blog Trekking Clubs